Make your own free website on Tripod.com

Realidade Plena - Arquivos

Imortal da Semana
Home
Certos Detalhes da Vida
Histórias Reais
Curiosidades
Parashá
Galeria Imortal

Yitzchak Rabin
Realidade Plena - ano I - numero II
 
24 de Adar I de 5765 - 05 de Março de 2005

rabin1010.jpg
Yitzhak Rabin -5682-5756/1922-1995

Biografia :

           Ytzhak Rabin


Em 04 de Novembro de 1995, o Primeiro  ministro  e ministro da defesa, Yitzhak Rabin, era assassinado.

Em , 1 de Março de 1922, Yitzhak Rabin nasceu em Jerusalém. Seu pai, Nechemia, imigrara dos E.U.A. para Israel, tendo servido como voluntário na Legião Judaica durante a 1ª Guerra Mundial. Sua mãe, Rosa, fora um dos primeiros membros da Haganá. Yitzhak Rabin cursou a escola primária em Tel Aviv e foi aluno do Colégio Agrícola Kaduri, na Baixa Galiléia, tendo-se graduado com distinção.
Yitzhak Rabin estudou em Beit Hinuch Leyaldei Ovdim (uma escola para crianças dos trabalhadores) em Telavive e na escola agricultural Kedourie.

Formou- se com louvor pela Escola de Agricultura de Kadoorie. Sua carreira militar começou em 1940 quando entrou para o Palmach, na Haganah, a força de combate de elite. Durante a Guerra de Independência (1948-49), ele comandou a brigada Harel, que abriu a estrada de apoio a Jerusalém. Mais tarde foi oficial de operações do Palmach, membro da delegação para as conversações de cessar fogo em Rhodess e C.O. na Brigada do Neguev.  

Pelos vinte anos que se seguiram como oficial da força de defesa, Rabin serviu como Comandante de Operações do Comando do Norte (1956-59) e Chefe do Pessoal de Comando (1964-68). Em 1967 o General Rabin foi Comandante em Chefe das forças terrestres, aéreas e navais, que lutaram e venceram a Guerra dos Seis Dias.

Aposentou-se da Forca de defesa em primeiro de janeiro de 1968. Pouco tempo depois, Rabin era indicado para Embaixador nos Estados Unidos. Na primavera de 1973 ele retornou a Israel e se tornou ativo no Partido Trabalhista, sendo eleito membro do Knesset, o Parlamento, em dezembro de 1973,e indicado para Ministro do Trabalho em abril de 1974. 

 Em junho de 1974, após a renuncia do governo e após a Guerra de Yom Kipur, Yitzhak Rabin foi eleito "chairman" do Partido Trabalhista e Primeiro Ministro. Durante sua gestão, acordos de separação de forças foram assinados com o Egito e a Síria (1974), seguidos por um acordo completo o Egito em 1975. Também em 1975 foi assinado o primeiro memorando de entendimento entre Israel e os Estados Unidos.
Em julho de 1976,o governos de Rabin deu a ordem para a delicada "Operação Jonathan", libertando os passageiros da Air France, sequestrados em Entebbe, Uganda. Yitzhak Rabin renunciou do cargo de secretário geral do Partido Trabalhista, em abril de l977.

 


 De maio de l977, quando o líder do Likud, Menachem Begin, tornou-se Primeiro Ministro, até a formação do Governo de União Nacional, Rabin foi um membro de oposição do Knesset pelo Partido Trabalhista, membro do Knesset de Relações Exteriores e do Comitê de Defesa. No Governo de União Nacional (1984-1990), Rabin foi ministro de Defesa. Em janeiro de 1985 ele defendeu e depois implementou a retirada das forças israelenses do sul do Líbano e estabeleceu uma zona de segurança ao longo da fronteira norte de Israel

Yitzhak Rabin foi eleito representante do Partido Trabalhista em fevereiro de 1992, liderando o partido à vitória no Knesset nas eleições deste mesmo ano. Em julho de 1992 tornou-se Primeiro Ministro e Ministro da Defesa.

Em setembro de 1993, assinou com o líder da OLP, Yasser Arafat, o termo conjunto de Declaração de Princípios Israelense - Palestino em Washington e, em maio de 1994,o acordo de Autonomia Palestina na Faixa de Gaza e em Jericó.

Em outubro de 1994, o acordo de paz entre Israel e Jordânia foi assinado pelos Primeiros Ministros dos dois países, em Aravá, na fronteira na presença do rei Hussein da Jordânia e do Presidente Clinton dos Estados Unidos.

Uma realização política adicional era o tratado da paz entre Israel e Jordão, assinados outubro em 26, 1994.
 Em dezembro de 1994 Yitzhak Rabin, Shimon Peres e Yasser Arafat receberam o Prêmio Nobel da Paz, por seus esforços pela paz no Oriente Médio.

Em setembro de 1995, Rabin assinou o acordo de entendimento Israelense- Palestino, expandindo a autonomia Palestina na Cisjordânia e Faixa de Gaza, inclusive permitindo uma autoridade eleita e um Conselho Palestino.

Yitzhak Rabin foi assassinado por um judeu extremista em novembro de 1995, após uma manifestação de massa em Tel Aviv, reunida sob o ideal "Sim à paz, não à violência".

Copyright ©  all rights reserved 

Ardath © 2005.